Murray diz precisar de descanso após eliminação britânica na Copa Davis

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 13:03 BRT
 

(Reuters) - O tenista número dois do mundo, Andy Murray, disse que está desesperado por um descanso após dois meses exaustivos, depois que o Reino Unido foi eliminado pela Argentina na semifinal da Copa Davis, na qual defendia o título, por 3 a 2.

O tenista de 29 anos teve um segundo semestre movimentado, em que chegou à final de Roland Garros, foi bicampeão em Wimbledon e defendeu seu título olímpico com sucesso na Rio 2016.

Em seguida, um Murray cansado perdeu sua partida de quartas de final do Aberto dos Estados Unidos para o japonês Kei Nishikori.

Murray disputou simples e duplas na semifinal da Copa Davis perdida para os argentinos, incluindo uma maratona de cinco horas contra Juan Martin del Potro.

"Joguei muito tênis nos últimos meses, preciso de um descanso e preciso agora", disse o escocês, segundo o jornal Times.

"Eu sabia que sentiria alguma dor neste final de semana e disse à minha equipe que seria muito difícil. Mas minhas expectativas foram menores do que estou sentindo agora".

Na sequência Murray deveria disputar o Aberto da China, que começa em 3 de outubro, seguido pelo Masters 1000 de Xangai.

Ele sentiu uma lesão na coxa durante sua vitória de três sets sobre Guido Pella na simples.

"Na verdade nunca tinha tido lesões musculares antes. Isso foi preocupante para mim, e fico contente de ter dado conta em três sets", disse.

(Por Nivedita Shankar)

 
Andy Murray durante partida na Escócia.   18/09/2016 
Action Images via Reuters / Andrew Boyers
Livepic