September 19, 2016 / 9:42 PM / 10 months ago

Comitê Rio 2016 diz que fechará contas sem déficit após receber ajuda federal e municipal

4 Min, DE LEITURA

Presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, na cerimônia de encerramento dos Jogos Paralímpicos. 18/09/2016Ricardo Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Comitê Rio 2016, responsável pela organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, vai fechar as contas sem déficit, disseram nesta segunda-feira diretores da entidade, que precisou receber um socorro financeiro de última hora do governo federal e da Prefeitura do Rio.

Segundo o diretor-geral do Rio 2016, Sidney Levy, as contas dos Jogos, que só devem ser apresentadas em meados do ano que vem ao Comitê Olímpico Internacional (COI), mostrarão um equilíbrio. Antes disso, as contas do comitê serão apreciadas pelos conselhos internos e analisadas por auditores externos.

“O que eu posso garantir é que o comitê fechará rigorosamente dentro do orçamento planejado há sete anos”, disse Levy à Reuters.

Outro diretor do Rio 2016, Mário Andrada, da área de Comunicação e principal porta-voz do órgão, destacou que o equilíbrio das contas será alcançado graças à ajuda emergencial recebida pelos Jogos.

Pouco antes da Paralimpíada deste mês, o governo federal usou empresas públicas como Petrobras, Caixa e Embratur para ajudar o comitê e injetar cerca de 100 milhões de reais através de cotas de patrocínio, enquanto a Prefeitura do Rio viabilizou outros 150 milhões de reais em apoio.

“O comitê vai fechar no zero a zero. É óbvio. Não vai ter déficit, com orçamento equilibrado, ou seja, receitas iguais a despesas”, disse Andrada a jornalistas. Segundo ele, cerca 30 milhões de reais do montante de ajuda dos governos foram usados até agora, e o restante deve ser utilizado para alcançar o equilíbrio das contas.

“Agora temos um bolo de contas e coisas a pagar. Estamos olhando tudo isso e não imaginamos que vamos precisar nada além do que já foi discutido. Os Jogos acabaram e não há despesas novas”, acrescentou.

Em uma entrevista coletiva para fazer um balanço dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos nesta segunda-feira, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, destacou que o socorro financeiro dos governos foi pequeno diante dos gastos dos Jogos.

De acordo o prefeito, mesmo o "boom" de última hora na venda de ingressos da Paralimpíada não seria suficiente para arcar com as despesas do evento. Ao todo foram vendidos cerca de 2,1 milhões de bilhetes de um total de 2,5 milhões.

O orçamento dos Jogos Olímpicos foi de cerca de 40 bilhões de reais, sendo a maior parte (24,6 bilhões de reais) para obras de infraestrutura. Pouco mais de 7 bilhões de reais foram para a construção de arenas esportivas, e outros 7,5 bilhões de reais, de origem privada, são do Comitê Rio 2016.

Mais cedo nesta segunda, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, revelou que foram mobilizados para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos cerca de 43 mil homens das Forças Armadas, sendo apenas 23 mil no Rio de Janeiro, de um esquema total de segurança com cerca de 85 mil homens.

Os custo da operação foi de aproximadamente 705 milhões de reais, segundo o ministro. “Os números dos Jogos foram gigantescos e saímos com a sensação de missão cumprida”, disse ele a jornalistas.

Museu olímpico

Também nesta segunda, o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, revelou que busca patrocinadores para a construção do Museu Olímpico e Paralímpico em um terreno na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

O local fica próximo ao Parque Olímpico e pertence ao governo do Estado, que já teria concordado em ceder o terreno, segundo Nuzman. O custo do projeto ainda não foi calculado.

“O que desejamos é que haja um museu dos Jogos, com tudo que foi feito como plantas, como foi o desenvolvimento de obras, vídeos, matérias da mídia, que isso fique para história e isso pertence à população e à história”, disse Nuzman.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below