Dirigente irlandês diz que polícia do Rio nunca entrou em contato sobre apreensão de passaporte

quinta-feira, 22 de setembro de 2016 15:22 BRT
 

DUBLIN (Reuters) - O representante do Comitê Olímpico da Irlanda (OCI) John Delaney disse nesta quinta-feira que a Polícia Civil do Rio de Janeiro não entrou em contato com ele, apesar de a polícia ter pedido no mês passado a apreensão do passaporte do dirigente.

Em comunicado divulgado pela Associação de Futebol da Irlanda, organização em que trabalha como chefe-executivo, Delaney também disse que o pedido foi anulado.

O então presidente do OCI Patrick Hickey, de 71 anos, foi preso durante os Jogos Rio 2016 acusado de participação em esquema de venda ilegal de ingressos para os Jogos.

Um tribunal do Rio de Janeiro aceitou acusações de procuradores anteriormente neste mês contra Hickey e outros 10 envolvidos. Todos negaram qualquer ato irregular.

Delaney disse que não teve "absolutamente nenhum papel ou envolvimento na conduta do OCI de esquemas de ingressos" para a Olimpíada.

(Reportagem de Philip O'Connor)