22 de Setembro de 2016 / às 20:47 / em um ano

Justiça bloqueia R$9,8 milhões do Comitê Rio 2016 após ação de empresa ucraniana

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Justiça do Rio de Janeiro determinou o bloqueio de 9,8 milhões de reais do Comitê Organizador Rio 2016 após pedido da empresa Euromedia, contratada pelo comitê para confecção de faixas nos locais de competição.

Final da Maratona nos Jogos Rio 2016. 21/08/2016. REUTERS/Athit Perawongmetha

A empresa ucraniana, responsável pelas faixas e banners nos locais de competições dos Jogos, alega não ter recebido os valores combinados e que houve rescisão do contrato, por parte do comitê, sem que as contas fossem pagas, de acordo com decisão da Justiça do Rio.

“Dessa forma, o autor requer seja determinado o arresto no valor total de R$ 9.821.898,82, nos ativos financeiros do réu, solicitando, ainda, que tal quantia permaneça em conta judicial, impedindo a irreversibilidade do provimento pleiteado”, informou a decisão judicial do dia 12 de setembro, divulgada na manhã desta quinta-feira pelo portal UOL e à qual a Reuters teve acesso.

O diretor de comunicação do Comitê Rio 2016, Mario Andrada, informou que a empresa responsável pela decoração dos Jogos não prestou todos os serviços contratados pelo comitê, o que a empresa ucraniana não concorda.

“A gente está numa disputa judicial; essa é uma decisão liminar a favor da empresa que corria risco porque o comitê pode se dissolver. A nossa visão é que o serviço de identidade visual, o look, não foi entregue. Eles acham que entregaram”, disse ele à Reuters.

O comitê já pediu a reconsideração da decisão do bloqueio das contas e aguarda uma solução.

Uma outra empresa, a chinesa Honav, também pediu à Justiça o bloqueio das contas do comitê por conta de uma outra disputa financeira. A companhia estrangeira, de acordo com Andrada, era responsável pela confecção de mascote e pin dos Jogos de 2016.

“A gente acha que eles estão devendo dinheiro para gente de royalties, eles acham que a gente é que deve. É mais uma disputa jurídica. A conta não está fechando. A gente acha que tinha direito a um valor x e eles não”, declarou o diretor do comitê, destacando que o valor envolvido seria menor do que da empresa ucraniana.

“Esses valores não mexem com nosso fluxo. Nosso orçamento é de 2,8 bi de dólares. Honav é um caso menor que o da Euromedia”, finalizou.

Em evento na segunda-feira, Andrada disse que o comitê tinha informações sobre o pedido de bloqueio mas que ainda não havia decisão da Justiça, e que “a Euromedia não entregou o serviço, por isso não foi pago”.

Por Caio Saad e Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below