Obama celebra Rio 2016 na Casa Branca com atletas e elogia força feminina

quinta-feira, 29 de setembro de 2016 17:32 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu as equipes olímpica e paralímpica dos Estados Unidos da Rio 2016 nesta quinta-feira na Casa Branca para celebrar os recordes quebrados no Brasil.

Centenas de atletas olímpicos vestidos de vermelho entraram no Salão Leste da Casa Branca, depois que o tempo chuvoso forçou que o encontro fosse levado para dentro.

"Eu ia fazer uma apresentação de solo com Simone, mas decidi que estava um pouco lotado", disse Obama antes do discurso, se referindo à ginasta medalhista de ouro Simone Biles.

"E você não consegue encostar nos seus pés", brincou a primeira-dama Michelle Obama, que ficou ao lado do presidente no palanque, junto de Simone Biles, o vice-presidente, Joe Biden, e o jogador de futebol paralímpico Josh Brunais.

O presidente Obama elogiou a equipe norte-americana pela conquista de 46 ouros e por tornar os EUA o primeiro país em 40 anos a liderar o ranking de medalhas em todas as categorias.

As mulheres dominaram os Jogos deste ano, disse.

"2016 pertenceu às atletas olímpicas norte-americanas", disse Obama. "Nossas mulheres sozinhas ganharam mais ouro que muitos países."

Obama também prestou homenagem aos ex-atletas Tommie Smith e John Carlos, que foram convidados pelo Comitê Olímpico dos EUA para a cerimônia. Os dois atletas afro-norte-americanos foram mandados para casa durante os Jogos Olímpicos de 1968 por protesto com os punhos erguidos no pódio.

"O poderoso protesto silencioso nos Jogos de 1968 foi controverso, mas acordou as pessoas e criou maiores oportunidades para os que seguiram", disse Obama.

O presidente atribuiu parte do sucesso da equipe norte-americana à diversidade e disse que toda criança nos Estados Unidos consegue olhar para a equipe olímpica e se ver em algum lugar.

(Reportagem de Ayesha Rascoe)

 
Obama, Michelle e Simone Biles durante recepção a atletas na Casa Branca.  29/9/2016. REUTERS/Yuri Gripas