Itália expulsa atacante Pellè após acesso de raiva em partida contra Espanha

sexta-feira, 7 de outubro de 2016 12:24 BRT
 

(Reuters) - O atacante Graziano Pellè foi expulso da seleção da Itália devido à sua reação raivosa ao ser substituído durante o jogo contra a Espanha, em que recusou um aperto de mão do técnico Giampiero Ventura.

Em comunicado, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) disse que o jogador de 31 anos foi excluído do grupo, que irá viajar a Skopje para enfrentar a Macedônia no Grupo G das eliminatórias da Copa do Mundo no domingo.

Pellè, que já se desculpou pelo acesso de raiva, foi retirado de campo após uma hora de desempenho ineficaz no empate de 1 x 1 de quinta-feira.

"O técnico, em acordo com a FIGC, decidiu excluir Graziano Pellè... pelo comportamento desrespeitoso ao ser substituído", informou a federação. "Ser parte da seleção envolve compartilhar os valores que são dignos da seleção, começando com o respeito pela equipe, companheiros de time e torcedores".

Inicialmente Ventura pareceu minimizar o incidente mesmo antes de o ex-jogador do Southampton, que hoje está no clube chinês Shandong Luneng, ter se desculpado.

"Pellè estava nervoso, acho que não foi tanto por causa da substituição como pela maneira como havíamos jogado até aquele momento", disse ele depois da partida.

Pellè admitiu no Instragram que "estragou tudo". "Foi um comportamento inaceitável, primeiramente contra o técnico e também com meus colegas de equipe, que sempre me mostraram ter valores importantes neste grupo italiano fantástico ao qual pertencemos".

(Por Brian Homewood)

 
Atacante Graziano Pellè em partida contra Espanha em Turim.      06/10/2016      REUTERS/Stefano Rellandini