Clubes discutem possíveis soluções após mudanças na Liga dos Campeões

quinta-feira, 13 de outubro de 2016 14:29 BRT
 

Por Nikolaj Skydsgaard

COPENHAGUE (Reuters) - Um grupos de clubes de países que incluem Dinamarca, Escócia e Holanda está em conversas para criar uma nova liga europeia, em resposta às propostas de mudança no formato da Liga dos Campeões.

Em agosto, a Uefa anunciou uma série de mudanças na liga a partir de 2018, incluindo a garantia de vaga para os quatro primeiros clubes nas quatro principais associações, deixando somente 16 vagas para o resto do continente.

O FC Copennhagen, atual líder da Liga Dinamarquesa, confirmou à Reuters nesta quinta-feira conversas sobre a formação de uma nova liga.

"Sim, está correto. Se não agirmos agora, veremos os maiores clubes crescendo muito e mais fortes, enquanto clubes como os nossos terão termos cada vez mais difíceis", disse o diretor do FC Copennhagen, Anders Horsholt, ao jornal local BT.

Horsholt sugeriu que times jogando a nova liga tenham que desistir de suas ligas domésticas.

O BT relatou que os principais clubes da Dinamarca, Suécia, Noruega, Holanda, Bélgica e Escócia, alguns dos países que vem sofrer mais sob aos novos planos da Liga dos Campeões, estão participando das conversas.

Na semana passada, a organização que representa as ligas domésticas europeias se recusou a aceitar as mudanças propostas pela Uefa e informou que tais medidas podem levar a uma liga privada e fechada.

 
Logo da Liga dos Campeões visto durante evento em Mônaco.    25/08/2016        REUTERS/Eric Gaillard