Sem Neymar e outros titulares, Tite aproveitará amistosos para observação

sexta-feira, 19 de maio de 2017 15:34 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico da seleção brasileira, Tite, vai aproveitar os próximos amistosos para fazer observações e buscar alternativas ao time que já está classificado para Copa do Mundo da Rússia.

Dos 11 titulares que vinham atuando nas eliminatórias, 7 sequer foram chamados para os amistosos contra Argentina e Austrália, nos dias 9 e 13 de junho, em convocação anunciada nesta sexta-feira, que teve novidades em todos os setores.

Para o jogo com os argentinos, o Brasil vai entrar com um time “misto” e com mudanças principalmente no sistema defensivo. Os titulares Alisson, Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo não foram convocados pelo treinador brasileiro. Outros titulares, como o volante Casemiro e o atacante Neymar, também ficaram de fora da lista de 24 convocados.

“Acho que é importante ter pausa para descansar não o corpo mas a mente dos atletas também”, disse o treinador brasileiro em entrevista coletiva.

“O aspecto psicológico nos absorve e nos drena. Pegar atleta em final de Champions League e Liga, os jogadores estão com adrenalina a um milhão por dia e naturalmente você precisa de descanso físico e mental. Não tem amistoso com Argentina, que é um jogo valendo. Ter esse período para o atleta relaxar é importante”, completou.

Os jogadores que atuam na Europa estão no fim da temporada enquanto que os que atuam no Brasil estão na metade dela. A decisão de preservar alguns atletas contou com o aval do preparador físico do Brasil, Fábio Mahseredjian.

"O nível de estresse de um jogador não pode ser nem baixo nem tão elevado... os atletas jogam nas maiores marcas e clubes do mundo e já são exigidos a níveis de estresse excessivos, é importante uma pausa”, declarou o preparador físico.

A comissão técnica vai convidar jogadores convocados que atuam no exterior e que estiverem de férias no Brasil para treinar no país até o amistoso com a Argentina.   Continuação...

 
Tite concede entrevista no Rio de Janeiro
  19/5/17       REUTERS/Sergio Moraes