Ministro ataca salários "obscenos" de jogadores ingleses

quinta-feira, 1 de novembro de 2007 15:34 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O ministro britânico de Esportes, Gerry Sutcliffe, criticou nesta quinta-feira os salários exorbitantes pagos aos jogadores do Campeonato Inglês de futebol.

"Boa sorte a John Terry (capitão do Chelsea), mas acho que é obsceno ter um salário de 150.000 libras por semana", disse Sutcliffe durante conferência do mercado esportivo.

O ministro, que substituiu Richard Caborn no cargo de ministro este ano, disse que o futebol corre o risco de causar antipatia para as pessoas.

"O Chelsea está 250 milhões de libras no vermelho e pode conviver com isso, mas esse não é o mundo real. Isso não é sustentável", acrescentou.

"Este ano o Manchester United aumentou o preço dos seus ingressos em 13 por cento. Isso afasta o público comum dos jogos de futebol."

"Não queremos chegar a uma situação em que as pessoas sejam alijadas."

(Por Martyn Herman)