Jogadores olímpicos aprovam decisão da Fifa após veto de clubes

sexta-feira, 1 de agosto de 2008 11:53 BRT
 

Por Julian Linden

HONG KONG (Reuters) - A decisão da Fifa de obrigar os clubes a liberar os jogadores com menos de 23 anos para a Olimpíada de Pequim foi aplaudida pelos jogadores que se preparam para disputar os Jogos.

Os representantes de quatro dos 16 times que se qualificaram para o torneio masculino e farão uma preparação em Hong Kong para o torneio foram unânimes em seu apoio à Federação Internacional de Futebol.

O meia dos Estados Unidos Freddy Adu, que joga no clube francês Mônaco, disse que os jogadores consideram a Olimpíada como um momento de destaque em suas carreiras.

"A maioria dos jogadores, eu diria 99,9 por cento, quer ir à Olimpíada. É algo muito, muito importante", disse Adu em entrevista coletiva, nesta sexta-feira.

"Eles querem ir, mas estão sendo segurados pelos times. Eles são importantes para os times e isso é compreensível, mas liberá-los é uma ordem superior", acrescentou.

Já o goleiro norte-americano Brad Guzan, que vai jogar na próxima temporada pelo clube inglês Aston Villa, disse que também considera a Olimpíada o auge.

"A Olimpíada é uma oportunidade de chamar a atenção mundial, é um evento enorme e todo mundo quer fazer parte dele", disse.

"Eu entendo por que os clubes querem fazer tudo para manter seus jogadores, mas, para os jogadores, acho que é um torneio ótimo de se participar", concluiu.   Continuação...