Sérvio Miljkovic quer reviver glória de 2000 no vôlei em Pequim

sexta-feira, 1 de agosto de 2008 15:18 BRT
 

Por Zoran Milosavljevic

BELGRADO (Reuters) - A medalha de ouro da Sérvia no vôlei na Olimpíada de Sydney, em 2000, vai motivar a equipe para tentar repetir o sucesso nos Jogos de Pequim, disse o jogador Ivan Miljkovic na sexta-feira.

"É uma boa lembrança para todos nós que fizemos parte daquele time, mas você não pode viver de glórias do passado", disse Miljkovic a jornalistas no aeroporto de Belgrado na sexta-feira, antes do embarque da equipe para os Jogos.

"Nós queremos reviver aquela glória agora, e conseguir um segundo título olímpico", completou o jogador. "Isso irá nos levar adiante e prometo que iremos jogar com nossos corações novamente."

Miljkovic, cujo desempenho ajudou a levar a Sérvia para as finais da Liga Mundial de Vôlei, no Rio de Janeiro, é um dos três sobreviventes daquela equipe da Sérvia e Montenegro de 2000.

Os Estados Unidos venceram a competição, no mês passado, batendo os sérvios por 3 sets a 1. Os norte-americanos haviam perdido por 3 a 0 na fase de grupos.

O capitão da equipe, Nikola Grbic, que ajudou na conquista do título olímpico de 2000 assim como Miljkovic e Andrija Geric, acredita que o time atingiu seu auge no Rio.

"Jogamos nosso melhor voleibol no Brasil e não deixaremos nada a desejar nas Olimpíadas", disse Grbic.

A Sérvia, que eliminou os atuais campeões europeus da Espanha para se classificar para os Jogos, está no mesmo grupo de Brasil, Polônia, Alemanha, Rússia e Egito.

Estados Unidos, China, Bulgária, Japão e Venezuela estão no outro grupo. Os quatro primeiros colocados de cada grupo se classificam para as quartas-de-final.

 
<p>S&eacute;rvio Miljkovic quer reviver gl&oacute;ria de 2000 no v&ocirc;lei em Pequim. O s&eacute;rvio Ivan Miljkovic em a&ccedil;&atilde;o contra a Pol&ocirc;nia em partida no Rio de Janeiro. A medalha de ouro da S&eacute;rvia no v&ocirc;lei na Olimp&iacute;ada de Sydney vai motivar a equipe para tentar repetir o sucesso em Pequim, disse Miljkovic. 25 de julho. Photo by Sergio Moraes</p>