Clubes ingleses têm gasto recorde em janela de transferências

terça-feira, 2 de setembro de 2008 12:06 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os clubes do Campeonato Inglês gastaram juntos 500 milhões de libras (894 milhões de dólares) com transferências de jogadores no meio do ano, um recorde, de acordo com um relatório da empresa de consultoria Deloitte.

Só os acordos de última hora feitos na segunda-feira somam 32,5 milhões de libras. Na segunda, Robinho saiu do Real Madrid e foi para o Manchester City por um valor estimado de 32,5 milhões de libras. Já a transferência de Dimitar Berbatov do Tottenham Hotspur ao Manchester United saiu por 30,75 milhões de libras.

O valor total do período é cerca de 30 milhões de libras a mais do que a mesma temporada do ano passado.

"Este nível de gastos com transferências excede muito o de outros campeonatos europeus", disse Paul Rawnsley, da Deloitte, em um comunicado divulgado nesta terça-feira.

"Com a maior parte da renda já assegurada por contrato, os times de futebol ingleses estão se mostrando flexíveis em relação ao ambiente econômico desafiador de hoje", acrescentou Rawnsley, diretor do grupo de negócios em esporte da empresa.

"O futebol não é à prova de recessões, mas é resistente a recessões".

A Deloitte disse que os times do Campeonato Inglês gastaram cerca de 215 milhões de libras comprando jogadores uns dos outros, o que representa mais de 40 por cento das transferências da temporada.

Em anos anteriores, isso representou cerca de um terço dos gastos totais.

Incluindo a temporada de transferências de janeiro, o total de gastos de 2008 ficou em cerca de 675 milhões de libras, contra 531 milhões de libras gastas no ano passado.

(Por Simon Meads)