Para Robinho, Manchester City hoje é Chelsea há quatro anos

quarta-feira, 3 de setembro de 2008 19:35 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Em sua primeira entrevista desde a conturbada troca do Real Madrid pelo Manchester City, o atacante Robinho afirmou que vê seu novo clube atualmente como o Chelsea de quatro anos atrás: uma equipe com enorme poder aquisitivo que vai brigar pelos principais títulos da Inglaterra e da Europa.

Após desembarcar de helicóptero no centro de treinamento da seleção brasileira em Teresópolis (RJ), nesta quarta-feira, Robinho disse que decidiu deixar o Real Madrid após ser avisado pelo clube que ele seria negociado caso o português Cristiano Ronaldo fosse contratado do Manchester United.

Depois que a negociação fracassou, o Real tentou convencer o brasileiro a ficar e recusou uma proposta do Chelsea pelo atacante. Entretanto, na segunda-feira, último dia da janela de transferências, o clube aceitou vendê-lo por estimados 40 milhões de euros para o City.

"No começo dessa novela com o Real Madrid, a intenção do clube não era que eu permanecesse, a intenção era contratar o Cristiano Ronaldo. Eu fiquei chateado, o Real Madrid estava me dando como moeda de troca", disse Robinho a jornalistas, depois de participar de seu primeiro treino para os jogos do Brasil contra Chile (domingo) e Bolívia (quarta-feira), pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

"Eu queria ir para o Chelsea porque só eles tinham feito proposta. Mas estou indo para uma grande clube que vai brigar por títulos. O Manchester City hoje é o Chelsea de quatro anos atrás", acrescentou o jogador, de 24 anos.

O Chelsea, treinado pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari, acendeu ao topo do futebol inglês e europeu após ser comprado em 2003 pelo bilionário russo Roman Abramovich. Desde então, a equipe se reforçou com astros como o alemão Michael Ballack, o marfinense Didier Drogba e o ucraniano Andry Schevchenko, e conquistou dois títulos ingleses, alem de ter chegado à última final da Liga dos Campeões.

Nesta semana, uma empresa com sede em Abu Dhabi anunciou a compra do Manchester City e declarou ter como meta "fazer da equipe o maior time do Campeonato Inglês, e vamos comprar quem for necessário para isso", segundo Sulaiman al-Fahim, membro da diretoria da Abu Dhabi United Group for Development and Investment.

Robinho se apresentou à seleção com uma dia de atraso pois precisou ir à Inglaterra finalizar o contrato com seu novo clube. Antes de seguir para Teresópolis, ele ainda foi visitar seu filho em São Paulo, e por isso disse que foi obrigado a viajar de helicóptero para chegar ao centro de treinamentos do Brasil.

"Não queria chegar de helicóptero para não me chamarem de mascarado, mas não tinha outro jeito. Se não eu ia chegar atrasado para o treino", afirmou, sorridente.

(Por Pedro Fonseca)

 
<p>Para Robinho, Manchester City hoje &eacute; Chelsea h&aacute; quatro anos. Em sua primeira entrevista desde a troca do Real Madrid pelo Manchester City, Robinho afirmou que v&ecirc; seu novo clube como o Chelsea de 4 anos atr&aacute;s: uma equipe com enorme poder aquisitivo que vai brigar pelos principais t&iacute;tulos da Inglaterra e da Europa. 3 de setembro. Photo by Bruno Domingos</p>