3 de Junho de 2008 / às 18:16 / 9 anos atrás

Nadal e Djokovic se enfrentarão em semifinal de Roland Garros

<p>Nadal e Djokovic se enfrentar&atilde;o em semifinal de Roland Garros. O atual tricampe&atilde;o de Roland Garros, Rafael Nadal, comemorou seu anivers&aacute;rio com uma vit&oacute;ria destruidora sobre Nicolas Almagro e garantiu um lugar nas semi-finais do torneio. 3 de junho. Photo by Pascal Rossignol</p>

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - O atual tricampeão de Roland Garros, Rafael Nadal, comemorou seu vigésimo segundo aniversário com uma vitória destruidora sobre o compatriota espanhol Nicolas Almagro por 6-1, 6-1 e 6-1, e garantiu um lugar nas semi-finais do torneio nesta terça-feira.

O segundo cabeça-de-chave, que aumentou para 26 sua série de partidas invictas em Roland Garros desde sua estréia em 2005, irá enfrentar o número três do mundo, o sérvio Novak Djokovic, por um lugar na final.

Os dois se encontraram na mesma etapa no ano passado, e Nadal saiu vitorioso vencendo os três sets.

"Tudo correu bem. É claro que alguns jogadores conseguem jogar melhor que eu mas eu estou muito feliz com meu jogo", disse Nadal em uma entrevista.

"Vou tentar encarar a próxima partida com humildade e calma. Contra Djokovic, será muito duro, muito difícil até o fim."

Nadal estabeleceu um recorde para o menor número de games concedidos no caminho para a semi-final masculina de Roland Garros.

Tendo perdido apenas 25 games em suas primeiras cinco partidas, ele bateu o recorde de Bjorn Borg de 26 games em 1978 e 1981.

A máquina de tênis no saibro tem a média de 1,67 games perdidos por set.

Perguntado sobre a partida, Almagro respondeu: "Vocês não viram? Bom, eu acho que havia um rapaz chamado Nadal na quadra central, e ele jogou muito melhor do que eu o tempo todo, um pouco como um raio".

Nadal acrescentou: "Achei que seria uma partida muito dura por que ele tem um saque muito bom. Mas a quadra central não é fácil, é bem grande e difícil de se adaptar".

O sérvio Novak Djokovic e Ernest Gulbis, da Letônia, antigos parceiros na academia Niki Pilic em Munique, foram sorridentes para a quadra Suzanne Lenglen, mas Gulbis, primeiro jogador do país báltico a jogar em um grand slam, logo tirou o sorriso do rosto do atual campeão do Aberto da Austrália, com seu jogo ágil e saques fortes.

O número três do mundo e terceiro cabeça de chave da competição conseguiu uma vitória apertada por 7-5, 7-6 e 7-5 depois de mais de três horas de jogo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below