Bush pode comparecer à cerimônia de abertura da Olimpíada

quinta-feira, 3 de julho de 2008 15:02 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, pode participar da cerimônia de abertura das Olimpíadas durante sua viagem à China no mês que vem e essa decisão não depende das conversas entre Pequim e os representantes do Dalai Lama, informou a Casa Branca na quinta-feira.

"Não vou poder anunciar a agenda do presidente, mas ele vai às Olimpíadas e eu espero que a cerimônia de abertura faça parte dessa viagem", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

Perino disse que a presença do presidente não está condicionada às conversas entre a China e os enviados do Dalai Lama, o líder espiritual dos budistas tibetanos.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse que vai decidir na semana que vem se vai ou não à cerimônia de abertura dos Jogos, dependendo de como forem as conversas entre Pequim e os representantes do Dalai Lama.

A Casa Branca já havia sugerido que Bush iria à cerimônia, mas o comentário de quinta-feira foi a demonstração mais clara de que ele deve estar lá.

"Ele acredita que irá à China para dar seu apoio, acima de tudo, aos nossos atletas", disse Perino.

Mas Bush também vai discutir as questões dos direitos humanos e liberdade religiosa com o presidente chinês, Hu Jintao, durante sua visita no mês que vem e numa reunião durante a cúpula do G8 no Japão, na semana que vem, segundo a porta-voz.

A presença de líderes mundiais na cerimônia de abertura dos Jogos de Pequim se tornou uma questão importante em março, quando Pequim reprimiu os protestos anti-China no Tibete. Alguns dos líderes ameaçaram não comparecer, enquanto outros afirmaram que iriam à cerimônia.

(Reportagem de Tabassum Zakaria)