Mais experiente, Espanha quer caminho calmo nas eliminatórias

quinta-feira, 4 de setembro de 2008 12:29 BRT
 

Por Mark Elkington

MADRI (Reuters) - Mais sábia e experiente, a seleção espanhola, sob comando do novo técnico Vicente del Bosque, terá a chance de mostrar que aprendeu com os erros do passado ao iniciar contra a Bósnia, em casa, sua campanha nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, no sábado.

O ex-técnico Luis Aragonés foi elogiado em casa e no exterior depois de conduzir a Espanha ao título da Euro 2008, em junho -- foi o primeiro título da seleção espanhola em 44 anos.

Mas o caminho para a Euro foi marcado por problemas, com duas derrotas nos três primeiros jogos das eliminatórias, o que deixa o time sob pressão e sob as críticas da mídia local para o novo torneio classificatório.

"A última campanha vai servir como uma boa experiência para os jogos que virão", disse o meia Marcos Senna, brasileiro naturalizado espanhol.

"Desta vez, será diferente desde o começo. Queremos dar tudo de nós e esquecer a Euro 2008, que foi ótima, mas faz parte do passado. Queremos nos concentrar no presente".

O atacante Fernando Torres, que fez o gol da vitória na final da Euro 2008 contra a Alemanha, está fora, lesionado, assim como o meia David Silva.

Somente Bojan Krkic, do Barcelona, foi chamado para substituição, mas o jogador de 18 anos pode ter de esperar para fazer sua estréia pelo país, já que o goleador da Euro 2008, David Villa, está escalado para começar como único atacante contra a Bósnia, na formação 4-1-4-1.

A Espanha nunca perdeu para a Bósnia, mas somou somente dois pontos contra eles nas qualificatórias para a Copa de 2006, fazendo 1 x 1 em casa e também como visitante.

Também fazem parte do Grupo 5 a Armênia, a Bélgica, a Estônia e a Turquia.

 
<p>O t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o espanhola de futebol, Vicente del Bosque, gesticula durante uma coletiva de imprensa em Las Rozas, perto de Madrid, dia 14 de agosto. Mais s&aacute;bia e experiente, a sele&ccedil;&atilde;o espanhola ter&aacute; a chance de mostrar que aprendeu com os erros do passado ao iniciar contra a B&oacute;snia, em casa, sua campanha nas eliminat&oacute;rias para a Copa do Mundo de 2010, no s&aacute;bado. Photo by Juan Medina</p>