Tocha olímpica passa por cidade arrasada por terremoto

segunda-feira, 4 de agosto de 2008 23:34 BRT
 

Por Lindsay Beck

CHENGDU, China (Reuters) - Uma multidão acenou vigorosamente durante a passagem da tocha olímpica por Chengdu, capital da província de Sichuan, abalada por um forte terremoto em 12 de maio. Esta foi a última escala da tocha antes da chegada a Pequim para a abertura dos Jogos.

A passagem da tocha por Chengdu durou três horas e foi saudada pelos moradores que apreciaram a distração depois de meses de sofrimento após a tragédia que vitimou cerca de 70 mil moradores e devastou a província no sudoeste da China.

"Estou muito feliz por estar aqui. Isso é um orgulho para o povo chinês", disse Xu Min, de 42 anos, um dos poucos escolhidos entre as frentes de trabalho para presenciar o desfile.

A passagem por Chengdu marca o fim da jornada da tocha pelos cinco continentes e por todas as regiões da China a caminho de Pequim, onde vai desfilar pela cidade antes de acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos.

Mas, o que deveria ser um tour para demonstrar a unidade e orgulho da China em torno dos Jogos tornou-se uma rota de protestos, principalmente devido à ação chinesa em represália aos protestos no Tibet.

As manifestações ao redor do mundo provocaram atos de retaliação por parte dos chineses, tanto na China como no exterior.

Em Chengdu, assim como na maioria dos pontos de passagem da tocha, os organizadores controlaram cuidadosamente aqueles que tinham permissão para assistir ao desfile, limitando lugares para órgãos da imprensa selecionados previamente, autoridades e outros convidados.

 
<p>Estudantes de Chengdu, sobreviventes do terremoto de 12 de maio,  durante a passagem da tocha ol&iacute;mpica na prov&iacute;ncia de Sichuan, &uacute;ltima escala da chama antes de desfilar por Pequim para a abertura dos Jogos. Photo by China Daily</p>