Grécia e Rússia lembram Espanha do fracasso na Euro em 2004

quarta-feira, 4 de junho de 2008 11:59 BRT
 

Por Simon Baskett

VIENA (Reuters) - A Espanha é a grande favorita para liderar o Grupo D da Eurocopa de 2008, mas as presenças da atual campeã, Grécia, e da perigosa Rússia obrigarão a equipe a relembrar os fantasmas da Euro 2004.

Há quatro anos, como agora, a Espanha era dada como certa para alcançar as quartas-de-final, mas uma vitória sobre a Rússia, um empate com a Grécia e a derrota para Portugal significaram a eliminação da equipe ainda na primeira fase.

O fato de Portugal e Grécia terem chegado à decisão do título serviu como consolo inútil para os espanhóis, e o técnico Inaki Saez pediu demissão do cargo pouco após a competição.

"Nós sempre dizemos que será fácil quando vemos o sorteio, mas agora que o torneio está próximo, tudo parece um pouco mais difícil. A Suécia, por exemplo, é tão forte ou até mais forte do que nós, e eles foram mais longe do que a gente nos últimos torneios", disse o treinador Luis Aragonés, que substituiu Saez e levou a Espanha até as oitavas-de-final do Mundial de 2006, na Alemanha.

"Sempre acho que vamos vencer, mesmo se estamos jogando contra o Brasil", acrescentou o técnico, de 69 anos. "Quero conquistar o campeonato, e não vou ficar satisfeito em apenas chegar às quartas-de-final."

A Espanha teve uma boa preparação para a Euro 2008, derrotando tanto a Itália, campeã do mundo, e a França, vice-campeã, em amistosos nos últimos meses.

A equipe estréia na competição no dia 10 de junho contra a Rússia, e depois enfrenta Grécia e Suécia.