Raikkonen volta ao trabalho e Nelsinho testa pela Renault

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 18:31 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O finlandês Kimi Raikkonen voltou ao trabalho na terça-feira como campeão mundial de Fórmula 1, testando a Ferrari pela primeira vez desde que conquistou o título, em outubro.

No mesmo dia, a Renault anunciou em nota que Nelsinho Piquet vai pilotar seu carro durante toda a semana, no último teste do ano. Nesta terça, o brasileiro fez o quinto melhor tempo.

"Eu me senti confortável no carro, e não tive problemas em correr sem as ajudas eletrônicas. Conseguimos um bom acerto hoje e isso nos ajudará a fazer mais progressos amanhã", disse Nelsinho em nota.

O brasileiro está bem cotado para ser um dos pilotos da Renault no ano que vem, depois que o italiano Giancarlo Fisichella foi liberado para fazer os testes pela Force India.

Raikkonen foi o quarto mais rápido na manhã ensolarada e fria em Jerez. Lewis Hamilton e Fernando Alonso, que foram seus principais rivais em 2007, não estavam presentes, mas Hamilton faz testes na quarta-feira -- enquanto Alonso continua procurando uma equipe, depois de romper com a McLaren.

Nick Heidfeld, da BMW Sauber, foi o mais rápido do dia, com 1min19s042. Jenson Button, da Honda, foi o segundo, e Pedro de la Rosa, piloto de testes da McLaren, ficou em terceiro.

A McLaren também usou o piloto de testes Gary Paffett, britânico, que ficou em sétimo.

A BMW, que ainda tem uma vaga de piloto reserva, experimentou o estoniano Marko Asmer e o espanhol Javier Villa. Segundo os tempos extra-oficiais da equipe, Asmer, 23 anos, campeão da Fórmula 3 inglesa, foi mais de meio segundo mais rápido que seu concorrente mais jovem.

Timo Glock, ex-piloto de testes da BMW, estreou na Toyota, sua equipe do ano que vem, junto com o reserva Kamui Kobayashi.

Nico Hulkenberg, 20 anos, pupilo do agente de Michael Schumacher, Willi Weber, provou o gostinho de sentar-se num cockpit de Fórmula 1, o da Williams.

(Reportagem de Alan Baldwin)