Romário é flagrado em exame antidoping

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 20:08 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Perto do fim da carreira e no ano em que atingiu a marca dos 1.000 gols, o atacante Romário teve resultado positivo para um exame antidoping no Campeonato Brasileiro.

O jogador de 41 anos disse que foi informado do doping pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira e não pedirá o exame de contra-prova.

A substância encontrada foi finasterida, contida, segundo ele, num medicamento contra a queda de cabelo utilizado pelo atacante "há algum tempo". O teste ocorreu no empate entre Palmeiras e Vasco, em 2 x 2, no estádio de São Januário, dia 28 de outubro.

"Fiquei sabendo disso hoje, já tomo isso há algum tempo. Se soubesse que não podia tomar, não tomaria", disse o jogador do Vasco a jornalistas. "Algumas coisas você não pode chamar de doping. Era para eu ter muito menos cabelo. Em relação à minha performance, não corro mais, não faço mais gols. Se fosse para me ajudar, o resultado recente da minha carreira seria melhor", acrescentou Romário. O atacante, destaque do tetracampeonato do Brasil na Copa do Mundo de 1994, vai ser suspenso preventivamente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por 30 dias, até que o caso seja julgado.

O jogador disse que não pretende encerrar a carreira, apesar do doping. "Não vai ser isso que vai atrapalhar a minha carreira. Mantenho meus planos de jogar alguns jogos no Campeonato Carioca. Não é o fim do Romário. Sempre enfrentei as coisas de frente", concluiu o jogador.

No Campeonato Brasileiro deste ano, o jogador Marcão, do Internacional, foi flagrado no exame antidoping pelo uso da mesma substância, após ingerir remédio contra a queda de cabelo. O zagueiro pegou inicialmente uma pena de 120 dias de suspensão, que depois foi reduzida para 60 dias.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)