Hingis recebe suspensão de dois anos após doping por cocaína

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008 13:45 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A tenista ex-número um do mundo Martina Hingis, que se aposentou do esporte em novembro após um exame antidoping positivo para cocaína, foi suspensa do esporte por dois anos após um tribunal independente ter confirmado a ofensa.

A Federação Internacional de Tênis (ITF) informou em comunicado, nesta sexta-feira, que a suíça de 27 anos também poderá perder os pontos no ranking conquistados no Torneio de Wimbledon do ano passado, além dos 129.481 dólares recebidos em prêmios.

Hingis, dona de cinco títulos do Grand Slam, negou ter feito uso de cocaína, mas disse em novembro que não "queria perder os próximos anos de minha vida lutando contra as autoridades de doping".

O comunicado da ITF disse que o tribunal antidoping concluiu, após audiência de dois dias no mês passado, que a amostra de Hingis recolhida em Wimbledon no ano passado havia dado positivo para um metabólito da cocaína.

O tribunal rejeitou a alegação feita pelos representantes da tenista de que haveria dúvidas sobre a identidade ou integridade da amostra atribuída à Hingis.

Larry Scott, presidente da Associação das Tenistas Profissionais (WTA), afirmou em comunicado separado: "Estamos entristecidos por esta notícia, já que Martina significa muito para os fãs ao redor do mundo, e fez muitas contribuições positivas para o esporte."

Ele acrescentou, entretanto, que a WTA apóia integralmente a decisão do tribunal.

(Por Alan Baldwin)