Audiências da FIA podem decidir futuro de Alonso e Hamilton

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 14:22 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) vai interrogar a equipe Renault na quinta-feira, em uma audiência que pode determinar se o bicampeão da Fórmula 1 Fernando Alonso voltará para sua ex-equipe.

Na sexta-feira, será a vez do antigo companheiro de equipe do espanhol da McLaren, Lewis Hamilton, descobrir se as suas chances de conquistar o título de 2008 serão prejudicadas meses antes do início da temporada, em março na Austrália.

Tanto Renault como McLaren estarão em pauta quando o Conselho Mundial de Automobilismo da FIA se reunir em Mônaco.

A equipe francesa enfrenta acusação de posse não autorizada de dados da McLaren, enquanto a escuderia de motores Mercedes segue sendo julgada pelo escândalo de espionagem envolvendo informações da Ferrari.

A Renault, que é acusada de possuir informações da McLaren de setembro de 2006 até outubro deste ano, garante que seus carros não foram influenciados pelos dados levados à equipe pelo ex-mecânico da McLaren Phil Mackereth.

Entretanto, a McLaren, que foi multada em 100 milhões de dólares e excluída do Mundial dos Construtores deste ano pelo caso de espionagem, acredita que a rival, que foi campeã em 2005 e 2006, se aproveitou de alguma forma.

Se for considerada culpada, a Renault pode sofrer as mesmas punições impostas à McLaren este ano. Alonso, que deixou a McLaren em outubro após uma temporada conturbada, estaria esperando o resultado do julgamento para decidir seu futuro.

Caso a Renault receba uma punição pesada, o espanhol pode parar na equipe Red Bull.

No caso da McLaren, o presidente da FIA, Max Mosley, afirmou que a equipe poderia sofrer uma dedução de pontos de 2008 caso novas investigações realizadas após a punição de setembro revelassem outras provas de uso de dados da Ferrari.

(Por Alan Baldwin)