Dois russos da marcha atlética ficam fora dos Jogos por doping

terça-feira, 5 de agosto de 2008 10:29 BRT
 

Por Gennady Fyodorov

MOSCOU (Reuters) - Os russos Vladimir Kanaikin e Viktor Burayev, da marcha atlética, foram excluídos dos Jogos de Pequim após terem sido flagrados em exames antidoping, informou na terça-feira o treinador dos dois, Viktor Chegin, à agência de notícias local All Sport.

Outro russo da marcha atlética, Alexei Voevodin, também foi reprovado no teste de doping. Ele ganhou a medalha de bronze na prova dos 50 quilômetros na Olimpíadas de Atenas, em 2004, e ficou em segundo lugar no campeonato mundial de 2005, mas não se qualificou para Pequim.

Os testes dos três, feitos em abril fora de competição, tiveram resultado positivo para EPO, uma substância proibida, segundo Chegin.

"O teste foi feito fora da competição, aqui em casa, em Saransk, no dia 20 de abril", disse Chegni. "O teste mostrou traços de EPO no sangue dos atletas".

Tanto Kanaikin quanto Borchin disputariam medalhas em Pequim.

Dez russos foram retirados do time que vai para Pequim na semana passada, depois de vários atletas serem afastados por suspeita de doping na quinta-feira. O ciclista Vladimir Gusev também foi afastado por não passar no teste de doping, nesta terça-feira.

Kanaikin, de 23 anos, era um dos favoritos à medalha de ouro na prova dos 20 quilômetros da marcha. Ele obteve o recorde mundial no ano passado, em Saransk, marcando 1h17min16s -- cinco segundos a menos do que o recorde anterior.

Borchin, 21, ganhou medalha de prata nos 20 km no campeonato europeu de 2006, em Gotemburgo, depois de banido por um ano também por doping. Na época, o teste acusou a presença do estimulante efedrina.