May 5, 2008 / 3:09 PM / in 9 years

Real Madrid domina Espanha, mas segue longe do sucesso europeu

3 Min, DE LEITURA

<p>Real Madrid domina Espanha, mas segue longe do sucesso europeu. Ra&uacute;l Gonzalez comemora o t&iacute;tulo do Real Madrid em Pamplona. O Real Madrid conquistou o t&iacute;tulo do Campeonato Espanhol pela segunda temporada seguida de forma emocionante, ap&oacute;s a vit&oacute;ria de 2 x 1, com um jogador a menos, sobre o Osasuna. 5 de mar&ccedil;o. Photo by Felix Ordonez</p>

Por Simon Baskett

MADRI (Reuters) - O Real Madrid conquistou o título do Campeonato Espanhol pela segunda temporada seguida de forma emocionante, após a vitória de 2 x 1, com um jogador a menos, sobre o Osasuna, no domingo.

Essa é a primeira vez que a equipe conquista um bicampeonato desde o penta de 1986 a 1990, e provou que novamente o time é a maior potência da Espanha.

A vitória também garantiu ao técnico Bernd Schuster a realização de uma das duas promessas que ele fez quando assumiu a equipe, após a demissão de Fabio Capello no final da temporada passada.

O alemão prometeu que manteria o espírito vencedor da equipe que o italiano implantou ao levar o Real a seu primeiro título espanhol depois de quatro temporadas, no ano passado.

O Real mostrou maior disciplina, consistência e determinação do que qualquer rival, em especial o rival Barcelona, e conquistou com mérito seu 31o título espanhol.

A conquista nacional, entretanto, não apaga o fato de Schuster não ter conseguido realizar a outra promessa -- ir mais longe do que Capello e apresentar um futebol mais bonito no Santiago Bernabéu.

Capello foi demitido por não ter feito seu time jogar o futebol exigido pela torcida, e, apesar de o time de Schuster ter sido mais convincente no Espanhol, a equipe não foi nada além na Liga dos Campeões.

A equipe foi eliminada com derrotas em casa e fora para a Roma ainda na primeira fase do mata-mata.

Apesar de ser claramente o melhor time espanhol, o Real teve bem menos resistência do que no ano passado para ficar com a taça, num campeonato que foi visto pela imprensa espanhola como "uma liga que ninguém queria vencer".

O Barcelona caiu de rendimento, e os problemas vividos com os potenciais concorrentes Valencia e Sevilla, garantiram uma tranquilidade enorme ao Real.

O Villarreal apareceu como concorrente no final, mas apenas devido à fraqueza das outras equipes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below