Ricardo e Emanuel chegam à China com missão de defender ouro

terça-feira, 5 de agosto de 2008 05:22 BRT
 

Por Jane Barrett

PEQUIM (Reuters) - Enquanto no feminino o vôlei de praia do Brasil já conquistou um ouro, três pratas e um bronze em Olimpíadas, os homens tem comido poeira, com apenas duas medalhas, uma de prata e uma de ouro.

O título olímpico do masculino foi conquistado em Atenas-2004 por Ricardo e Emanuel, que chegaram nesta terça-feira a Pequim com a missão de melhorar o retrospecto dos homens no esporte, que ingressou na Olimpíada em Atlanta-1996.

A medalha de prata aconteceu nos Jogos de Sydney-2000. De resto, as duplas masculinas falharam em Jogos Olímpicos, o que é uma surpresa, devido ao domínio apresentado no circuito internacional.

Este ano o Brasil tem quatro dos 10 melhores no ranking de classificação para os Jogos, contudo, cada país só pode levar duas duplas para Pequim. Marcio e Harley são a segunda dupla do país na Olimpíada.

"Vamos batalhar duro por essa segunda medalha de ouro. Isso vale qualquer sacrifício", disse Emanuel que, aos 35 anos, disputou todas as Olimpíadas desde que o vôlei de praia foi introduzindo nos Jogos.

Emanuel ficou em nono com dois diferentes parceiros em suas duas primeiras participações, antes de formar dupla com Ricardo a partir de 2002, conquistando o Mundial em 2003 e o ouro olímpico em 2004.

Ricardo, de 33 anos, antes da dupla com Emanuel, ganhou a prata olímpica com Zé Marco, na Austrália.

Emanuel e Ricardo tiveram bom desempenho depois de Atenas, mas, desde 2006, o time americano formado por Phil Dalhausser e Todd Roger subiu no ranking mundial e é o favorito para tirar o ouro dos brasileiros.   Continuação...