Ex-velocista Marion Jones deixa prisão no Texas

sexta-feira, 5 de setembro de 2008 16:28 BRT
 

HOUSTON (Reuters) - A ex-velocista norte-americana Marion Jones deixou uma prisão federal no Texas na sexta-feira, depois de cumprir uma sentença de seis meses por mentir aos promotores sobre o uso de esteróides que a ajudaram a ganhar cinco medalhas na Olimpíada de Sydney, em 2000.

Jones, 32, deixou a prisão de segurança mínima em San Antonio, Texas, às 10h (horário de Brasília), segundo uma porta-voz da prisão.

Durante anos, a atleta negou o uso de drogas que melhoravam sua performance, mas, em outubro, ela declarou-se culpada de duas acusações de perjúrio e foi condenada, em janeiro, por um juiz federal, em Nova York. Jones foi encarcerada no dia 7 de março.

Ela admitiu ter mentido aos investigadores criminais em 2003, quando negou o uso da substância proibida tetrahidrogestrinona, conhecida como "limpa", antes da Olimpíada de 2000.

As medalhas olímpicas foram retiradas de Jones -- três delas eram de ouro. Todas as suas performances em setembro de 2000 foram apagadas dos livros de recordes.

(Por Anna Driver)