EUA estão um passo à frente no basquete, diz argentino Oberto

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 01:41 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A equipe de basquete dos Estados Unidos, que tentará com suas estrelas recuperar o orgulho do país nos Jogos Olímpicos de Pequim, está um passo à frente do restante das equipes, disse Fabricio Oberto, campeão olímpico em Atenas com a Argentina.

Os Estados Unidos retomaram o status de equipe favorita depois de terem sido ofuscados pelas seleções espanhola, campeã do mundo, e argentina, medalha de ouro nos Jogos de 2004.

Os norte-americanos tentarão se redimir na China e, diferente de outras ocasiões, levaram um "dream team" com jogadores que brilham na NBA, como Kobe Bryant, do Los Angeles Lakers, e LeBron James, do Cleveland Cavaliers.

"Estão encarando as coisas com muito mais seriedade, (...) eles também têm muito talento e não é por nada que jogam na melhor liga do mundo e são superestrelas", disse Oberto, jogador do San Antonio Spurs e que conhece bem os norte-americanos.

"É uma equipe que acredito que está, hoje, um passo à frente de todos", completou ele em entrevista à Reuters enquanto passeava pela zona internacional da Vila Olímpica.

Para defender sua medalha de ouro, a Argentina chega a Pequim com uma equipe formada por vários jogadores da NBA, como Manu Ginóbili, companheiro de Oberto no Spurs e que parece ter se recuperado de uma lesão no tornozelo; Andrés Nocioni, do Chicago Bulls; e Luis Scola, do Houston Rockets.

"Ajuda (chegar como campeão olímpico), mas também acredito que motiva muito os rivais", disse Oberto.

Os Estados Unidos estão no Grupo B, formado também por China, Alemanha, Grécia, Espanha e Angola. A estréia será no dia 10 de agosto contra os anfitriões.

A Argentina está no Grupo A, com Rússia, Croácia, Irã, Austrália e Lituânia, adversários de seu primeiro jogo também no dia 10.

(Por Javier Leira e Pablo Garibian)