EUA dizem que China vai liderar quadro de medalhas

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 08:28 BRT
 

Por John Chalmers

PEQUIM (Reuters) - Os Estados Unidos serão superados na batalha por medalhas olímpicas em Pequim pela China, que ficou muito mais forte desde os Jogos de Atenas, há quatro anos, disse o Comitê Olímpico dos Estados Unidos nesta quarta-feira.

"O time chinês... é excepcionalmente forte e quase todos apostam que eles ganharão o maior número de medalhas nestes Jogos, e também o maior número de medalhas de ouro", disse o chefe-executivo do comitê, Jim Scherr.

"Realmente vemos isso como uma corrida de três países, Rússia, Estados Unidos e China, com a China em primeiro lugar", disse o ex-lutador olímpico em entrevista coletiva.

Os chineses querem conquistar mais medalhas de ouro do que em Atenas, quando conseguiram 32 e ficaram atrás apenas dos norte-americanos, que conseguiram 36, no quadro de medalhas dos Jogos.

Os Estados Unidos também conseguiram o maior número total de medalhas na última Olimpíada -- 102. Já a Rússia conseguiu 92, e o total da China foi de 63. As posições no quadro de medalhas são definidas de acordo com as medalhas de ouro.

As autoridades chinesas minimizaram a possibilidade de ultrapassar os norte-americanos, apesar dos altos investimentos nos treinos dos medalhistas em potencial e do fato de seus atletas estarem em casa.

Algumas dessas autoridades enfatizam a fraqueza da China na natação e no atletismo. O campeão olímpicos dos 110 metros com barreiras, Liu Xiang, é o único que realmente pode lutar pelo ouro na modalidade mais tradicional dos Jogos.

No entanto, os Estados Unidos não fizeram prognósticos nem se vangloriaram de seus 596 atletas, nesta quarta-feira.   Continuação...