Lochte quer ser o desmancha prazeres do amigo Phelps

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 10:41 BRT
 

Por Julian Linden

PEQUIM (Reuters) - Se Ryan Lochte cumprir seu objetivo, certamente ele será lembrado como um dos maiores estraga festas das Olimpíadas.

O nadador norte-americano é considerado o mais duro adversário no caminho do compatriota Michael Phelps, que tentará em Pequim alcançar o recorde de oito medalhas de ouro numa mesma Olimpíada, superando a marca de Mark Spitz, também dos EUA, em Munique-1972.

Lochte disse que, apesar de ser amigo próximo e parceiro de revezamento de Phelps, ele adoraria vencer o homem considerado o maior fenômeno esportivo dos últimos anos.

"Não me importaria de forma alguma", disse ele a repórteres, nesta quarta-feira. "Desejo a ele o melhor, ele é meu amigo, mas se ele não conseguir o recorde, isso significa que eu terei feito algo certo."

Lochte passou a maior parte de sua carreira na sombra de Phelps, mas acredita que pode mudar a história nos Jogos de Pequim.

Ele foi derrotado por Phelps na final dos 200m e dos 400m medley no Mundial de Melbourne do ano passado e, apesar de ter ficado atrás nas duas provas também na seletiva olímpica dos EUA em julho, a diferença diminuiu bastante.

Os dois nadaram abaixo do recorde mundial nos 400m, mas Phelps bateu primeiro a mão na chegada. Em Pequim, Lochte acredita que a história pode ter outro fim.

Phelps leva vantagem nos estilos livre e borboleta, mas Lochte é mais rápido nadando costas e peito.

"Acho que se chegarmos juntos para nadar peito, eu vou sair na frente. Estou muito confiante no meu nado peito", disse ele, que vai disputar três provas individuais em Pequim -- os dois medleys e os 200m costas.