Ativistas usam frequência de rádio FM para protesto em Pequim

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 22:41 BRT
 

Por Chris Buckley

PEQUIM (Reuters) - Ativistas dos direitos humanos fizeram um protesto no ar no dia da abertura dos Jogos Olímpicos ao realizarem uma transmissão pirata em Pequim, pedindo a libertação de prisioneiros e o fim da censura.

O grupo Repórteres Sem Fronteiras iniciou a transmissão em uma rádio FM local pouco depois das 8h da manhã de sexta-feira (horário local), 12 horas antes do início da cerimônia de abertura, denunciando o controle da China sobre a mídia.

O grupo afirmou que as tentativas da China de controlar a imprensa "nunca terão sucesso", e pediu a libertação de cidadãos chineses presos pelo que escreveram na Internet.

"Queremos direitos humanos, não Jogos Olímpicos", disse uma voz na transmissão, com forte interferência de uma emissora oficial.

Vincent Brossel, porta-voz do grupo em Paris, disse que o momento foi escolhido para coincidir com a preparação final para a abertura dos Jogos na sexta-feira.

A China tem sido bastante criticada por suas tentativas de controlar a Internet e a imprensa e por suas ações contra dissidentes.

(Reportagem adicional de Simon Rabinovitch)