Basquete feminino tem potencial para pegar fogo em Pequim

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 23:56 BRT
 

Por Alastair Himmer

PEQUIM (Reuters) - Se as faíscas que surgiram durante a preparação para a Olimpíada de Pequim aumentarem, a competição de basquete feminino tem potencial para pegar fogo.

A australiana Lauren Jackson alertou que pode haver "ossos quebrados" depois que a competição começar no sábado, após um complicado jogo de preparação contra os Estados Unidos.

A Austrália, campeã mundial e que ficou com a prata atrás das norte-americanas nos Jogos de 2000 e 2004, estréia contra Belarus no Grupo A.

Os EUA, em busca do quarto título olímpico seguido, abre sua campanha contra a República Tcheca.

As luvas já foram distribuídas para as australianas, que prometem usar fogo contra fogo em Pequim depois de sentirem o gostinho do que os Estados Unidos reservam para elas.

"As pessoas têm que nos parar de alguma maneira e é assim que elas vão nos parar. Pessoas como Penny (Taylor) e eu e Belinda Snell, não dá para deixar chegar na cesta porque vamos matar", disse Jackson.

"Então elas vão realmente nos parar da maneira que puderem, e geralmente é aí que olhos roxos e ossos quebrados acontecem".

As norte-americanas enfrentarão as tchecas pelo Grupo B e Candance Parker, que consegue enterrar, e Lisa Leslie devem assumir a liderança.   Continuação...