Coréias não desfilarão juntas na abertura dos Jogos, diz COI

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 08:20 BRT
 

Por Karolos Grohmann

PEQUIM (Reuters) - As Coréias do Norte e do Sul não vão participar como uma equipe unificada da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, na sexta-feira, após os dois países não terem chegado a um acordo, informou o Comitê Olímpico Internacional (COI) na quinta-feira.

O presidente do COI, Jacques Rogge, disse que tentou desesperadamente que as duas nações, ainda tecnicamente em guerra, desfilassem como um único país, assim como fizeram nas duas últimas edições dos Jogos.

"As equipes da Coréia do Norte e do Sul vão se perfilar uma atrás da outra por cauda do alfabeto mandarim", disse Rogge. "Mas não vão caminhar juntas como em Sydney (em 2000) e Atenas (há quatro anos). Tentamos ter isso em Pequim, mas infelizmente não foi possível."

Rogge afirmou que escreveu uma carta aos líderes dos dois países para ajudar a facilitar uma marcha conjunta, mas "sem sucesso".

"É um revés para a paz, harmonia, e reunificação. Não é isso que o mundo esportivo queria", acrescentou o presidente do COI.