Raikkonen pode impedir 3a vitória seguida de Massa na Turquia

quarta-feira, 7 de maio de 2008 11:24 BRT
 

Por Alan Baldwin

ISTAMBUL (Reuters) - O campeão mundial da Fórmula 1 Kimi Raikkonen pode conquistar sua terceira vitória da temporada no domingo, destruindo o sonho do colega de equipe Felipe Massa de obter três vitórias seguidas no Grande Prêmio da Turquia. O brasileiro venceu nos últimos dois anos em Istambul, saindo da pole position --mas Raikkonen, vencedor com a McLaren no primeiro GP da Turquia, em 2005, tem se destacado.

O finlandês está nove pontos à frente de Lewis Hamilton, da McLaren, depois de quatro corridas. Na Espanha, Raikkonen liderou desde o início.

"Barcelona foi um fim de semana perfeito para mim e para a equipe", disse Raikkonen no site da Ferrari (www.ferrari.com). "Agora, queremos manter este ritmo e vamos nos esforçar bastante", completou.

"A pole position ajudou muito e parece que começar à frente de todo mundo é uma condição necessária para vencer a corrida em Istambul também", afirmou.

"Não vou mudar minha abordagem. É muito cedo para pensar em qualquer coisa além de uma vitória".

Massa, que venceu em Bahrain, está 11 pontos atrás de Raikkonen e 1 ponto atrás de Robert Kubica, da BMW Sauber, terceiro na pole position.

De todo modo, a Ferrari continua sendo a favorita e os adversários da McLaren sabem disso: "Não brilhamos muito aqui no passado e dessa vez também não somos referência", disse o vice-presidente da Mercedes, Norbert Haug, em uma apresentação da equipe.

"A equipe quer marcar quantos pontos for possível, mas, depois de três vitórias consecutivas, a Ferrari obviamente é a favorita".

O brasileiro Rubens Barrichello, da Honda, vai bater um recorde na Fórmula 1, ao fazer sua 257a corrida, uma a mais que o italiano Riccardo Patrese entre 1977 e 1993.

"Ficarei um pouco triste, é claro", disse Patrese ao site www.autosport.com. "Eu gostava de deter o recorde, mas recordes estão aí para ser quebrados. E a única coisa que eu posso dizer ao Rubens é parabéns por ter feito isso".