Japão pode concorrer à sede da Copa do Mundo de 2018

quinta-feira, 8 de novembro de 2007 16:02 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Associação Japonesa de Futebol decidiu formar um comitê para avaliar a possibilidade de concorrer à sede da Copa do Mundo de 2018, após a Fifa ter decidido encerrar a política de rotação de continentes, informou a imprensa japonesa nesta quinta-feira.

A Fifa decidiu no mês passado desistir do rodízio de continentes para as sedes da Copa, abrindo possibilidade para que todos os continentes, exceto África e América do Sul, concorram ao Mundial de 2018.

Africanos e sul-americanos ficam fora porque a Copa de 2010 será na África do Sul e a de 2014, no Brasil.

"É difícil dizer se o Japão pode concorrer à Copa do Mundo de 2018, mas é importante deixar o mundo saber que isso é algo que nós estamos considerando", disse o presidente da federação japonesa, Saburo Kawabuchi, de acordo com a agência de notícias local Kyodo.

A Associação Inglesa de Futebol informou na semana passada que vai apresentar candidatura ao Mundial de 2018, enquanto Bélgica e Holanda também afirmaram que pretendem fazer uma proposta conjunta.

A Austrália também tem interesse em entrar na corrida, assim como China, México e os Estados Unidos.

O Japão, que foi co-sede da Copa do Mundo de 2002 com a Coréia do Sul, estabeleceu como alvo organizar e conquistar a Copa do Mundo de 2050.

(Por George Nishiyama)