Dunga é suspenso por expulsão e desfalcará Brasil em amistosos

quinta-feira, 8 de novembro de 2007 16:56 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Dunga foi suspenso por quatro partidas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quinta-feira, por ter sido expulso em amistoso da seleção brasileira contra o México e não poderá comandar a equipe nos dois próximos amistosos do time.

A suspensão só é valida para amistosos, de acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o que garante a presença do técnico nos jogos deste mês contra Peru e Uruguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

"Não vale para as eliminatórias, é só amistoso", disse o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, à Reuters por telefone.

A decisão do STJD ainda precisa ser confirmada pela Fifa. O próximo amistoso agendado da seleção brasileira é contra a Irlanda, em 6 de fevereiro do ano que vem, em Dublin.

Apesar da suspensão decidia pelo STJD ser de quatro partidas, o técnico cumprirá inicialmente apenas a metade, e poderá ficar livre da punição nos outros dois jogos caso se comporte bem pelo período de seis meses, informou o site justiçadesportiva.com.br, afiliado ao STJD.

"O tribunal do STJD decidiu pela maioria de votos suspender o técnico Dunga por quatro partidas por infração ao artigo 49 do CDF", informou o site.

Dunga foi denunciado por infração ao artigo 49 do Código Disciplinar da Fifa (CDF), por conduta antidesportiva contra um oficial da arbitragem. O treinador foi expulso de campo na vitória de 3 x 1 do Brasil sobre o México, em setembro, por ter reclamado do árbitro no final do jogo.

O Brasil enfrenta o Peru, em Lima, no dia 18 de novembro, e três dias depois recebe o Uruguai, em São Paulo, no Morumbi.

Além de Dunga, o volante Elano, que também foi expulso na mesma partida, foi suspenso por dois jogos amistosos, mas também só precisará cumprir metade da pena.

(Por Pedro Fonseca)