COI elogia "padrão de ouro" de Pequim; China reage a críticas

terça-feira, 8 de julho de 2008 15:40 BRT
 

Por Nick Mulvenney

PEQUIM (Reuters) - As preparações de Pequim para os Jogos Olímpicos foram classificadas como "padrão de ouro para o futuro" nesta terça-feira, um mês antes da cerimônia de abertura, enquanto a China disse que seus críticos não podem impedir o sucesso das Olimpíadas.

A China transformou sua capital para os Jogos, esperando que eles promovam a estabilidade doméstica e uma vitrine para que o resto do mundo presencie sua renovação e confiança.

Os 31 locais de competição estão prontos, mas questões como as manifestações do dia 14 de março no Tibete, que desencadearam protestos anti-China por todo o mundo, a qualidade do ar, os direitos humanos e a liberdade de imprensa no país dominaram a preparação para as Olimpíadas.

Embora tenha reconhecido que há algumas preocupações sobre a poluição e com algumas questões sobre as transmissões, o diretor de inspeção do Comitê Olímpico Internacional (COI) Hein Verbruggen disse que Pequim "parecia estar pronta".

"A qualidade da preparação, a prontidão dos locais e atenção para os detalhes operacionais para estes Jogos já estabeleceram um padrão de ouro para o futuro", disse ele em um comunicado depois de dois dias com os organizadores.

"O que nossos organizadores conseguiram é excepcional. Os Jogos serão um sucesso esmagador --e o COI tem uma confiança fundamental de que isso acontecerá. O que os organizadores precisam agora é disponibilizar serviços prometidos para os vários patrocinadores que começaram a chegar para os Jogos."

Críticos já disseram que a China ainda está longe de cumprir as metas e liberdades que prometeu para ganhar a oportunidade de sediar os Jogos.

A organização Human Rights Watch disse em um relatório publicado na segunda-feira que a China continua a quebrar sua promessa de permitir liberdade total à imprensa nos Jogos.   Continuação...