8 de Julho de 2008 / às 23:07 / em 9 anos

Ronaldinho quer disputar Olimpíada apesar do veto do Barcelona

Por Tatiana Ramil

<p>Ronaldinho, jogador do Barcelona, gesticula durante entrevista coletiva em S&atilde;o Paulo. No mesmo dia em que o Barcelona vetou sua participa&ccedil;&atilde;o nos Jogos de Pequim, Ronaldinho Ga&uacute;cho reafirmou seu desejo de disputar uma Olimp&iacute;ada pela segunda vez e disse que n&atilde;o cogita ficar fora da competi&ccedil;&atilde;o. Photo by Stringer</p>

SÃO PAULO (Reuters) - No mesmo dia em que o Barcelona vetou sua participação nos Jogos de Pequim, Ronaldinho Gaúcho reafirmou seu desejo de disputar uma Olimpíada pela segunda vez e disse que não cogita ficar fora da competição.

“É meu sonho e eu acredito (que disputarei os Jogos). Na minha cabeça só penso em me preparar o máximo para chegar bem”, disse Ronaldinho nesta terça-feira, em evento em São Paulo.

“Só me imagino nas Olimpíadas, fazendo coisas boas lá e conquistando as Olimpíadas. Sou muito positivo”, acrescentou.

O Barcelona divulgou nota em seu site determinando que o jogador se reapresente ao clube no próximo dia 14.

Ronaldinho não quis entrar em detalhes e disse que o assunto será discutido pelo seu irmão e empresário, Assis Moreira, com a equipe catalã.

Assis afirmou que “o clube vive dias conturbados, então temos que ter cautela, mas acho que o bom senso de todos sempre facilita tudo... acho que muito em breve teremos boas notícias”.

Sem jogar pelo Barcelona há meses, por conta de uma série de lesões, Ronaldinho não está nos planos da equipe nesta temporada e vê nas Olimpíadas uma chance de se recuperar.

“É uma alegria, poucos jogadores tem a chance de disputar duas Olimpíadas. Agora é ir lá e conseguir o que a gente deixou escapar”, disse ele, que disputou os Jogos de Sidney, em 2000, quando o Brasil caiu nas quartas-de-final diante de Camarões.

O Brasil jamais conquistou uma medalha de ouro olímpica no futebol, mas Ronaldinho não se sente pressionado. O jogador é um dos três atletas com mais de 23 anos convocados pelo técnico Dunga, depois de uma imposição do presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Os outros “veteranos” são Robinho, do Real Madrid, e Thiago Silva, do Fluminense.

“Não é uma cobrança a mais, é uma motivação a mais, é uma alegria ter a possibilidade de entrar para história”, afirmou o campeão mundial pela seleção brasileira em 2002.

Eleito duas vezes pela Fifa como o melhor jogador do mundo, Ronaldinho inicia na quinta-feira um programa de recuperação com o preparador físico da seleção brasileira Paulo Paixão.

“Tenho mais do que confiança de que vou chegar bem. Meu pensamento é só treinar”, disse ele, que ainda levou na brincadeira uma pergunta sobre sua forma, mas não confirmou se está acima do peso.

“Tenho muita saudade da seleção... sofro quando os meus companheiros não conseguem a vitória porque sei da cobrança que é. Estou louco para voltar e dar alegria ao povo brasileiro.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below