Getafe fica irritado com dirigentes argentinos após lesões

segunda-feira, 8 de setembro de 2008 17:05 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente do Getafe, Angel Torres, disse que está muito irritado com os dirigentes da Associação de Futebol Argentino (AFA), que não teriam lhe comunicado sobre a lesão de seu goleiro Roberto Abbondanzieri em uma partida no último fim de semana disputada pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010.

O clube espanhol, que no mês passado perdeu também por uma lesão o goleiro Oscar Ustari, que estava nos Jogos de Pequim com a equipe sub-23 da Argentina, informou que espera cobrar um seguro pelo prejuízo sofrido com a ausência de seus dois goleiros.

"Alguém terá que resolver, disponibilizar os meios, e espero que a AFA tenha um seguro porque o prejuízo para nós é muito grande", disse Torres na segunda-feira à rádio La Red, da Argentina.

"Vamos estudar se iremos denunciar a AFA", acrescentou.

Segundo o dirigente, nenhuma autoridade da AFA comunicou o clube sobre a lesão de Abbondanzieri, que sofreu um corte no joelho direito em um choque com um adversário no empate por 1x1 com o Paraguai pelas eliminatórias.

A irritação foi grande porque durante os Jogos nenhuma autoridade se comunicou com o Getafe quando Ustari sofreu a ruptura de ligamentos de um joelho, segundo o dirigente.

O goleiro permanecerá oito meses sem jogar.

"Se quisermos ter alguma informação dos médicos, temos que ter um médico nosso atrás deles", explicou Torres.

Porém, o dirigente destacou que não irá proibir seus jogadores de defender a seleção argentina.   Continuação...

 
<p>Getafe fica irritado com dirigentes argentinos ap&oacute;s les&otilde;es. O goleiro argentino Roberto Abbondanzieri &eacute; retirado de campo ap&oacute;s les&atilde;o em partida contra o Paraguai pelas eliminat&oacute;rias da Copa do Mundo de 2010, em Buenos Aires. 6 de setembro. Photo by Enrique Marcarian</p>