"É muito especial", diz Federer após 13o título de Grand Slam

segunda-feira, 8 de setembro de 2008 23:01 BRT
 

Por Larry Fine

NOVA YORK (Reuters) - Roger Federer conquistou seu quinto título seguido do Aberto dos Estados Unidos ao derrotar o britânico Andy Murray nesta segunda-feira e disse que não planeja encerrar a carreira com os 13 títulos de Grand Slam.

"Uma coisa é certa: não vou parar nos 13", disse o suíço, após comemorar seu primeiro título no ano entre os quatro principais torneios do calendário de tênis jogando-se ao chão.

A vitória por 6-2, 7-5 e 6-2 colocou o tenista de 27 anos a um título do recorde do norte-americano Pete Sampras, dono de 14 troféus em Grand Slams.

"Definitivamente é ótimo. Este é um momento muito especial na minha carreira", afirmou Federer.

"Tive alguns torneios de Grand Slams difíceis este ano, terminando na semifinal e em duas finais, uma épica em Wimbledon", disse o suíço, que caiu na semifinal no Aberto da Austrália e perdeu as decisões de Roland Garros e Wimbledon para o espanhol Rafael Nadal.

"Então conquistar este é inacreditável. Significa tudo para mim."

Com as derrotas para Nadal, que também levou o título na Olimpíada de Pequim, Federer perdeu a liderança do ranking para o espanhol.

Federer se tornou o primeiro homem desde o tenista Bill Tilden, em 1924, a vencer por cinco vezes seguidas o torneio em Nova York. Esta sequência, após ter levado cinco títulos em Wimbledon, de 2003 a 2007, faz dele o único tenista a ganhar cinco títulos consecutivos em dois torneios diferentes de Grand Slam.

Murray, 21, que disputou sua primeira final de Grand Slam, parabenizou o rival.

"Fiz um ótimo torneio", declarou Murray. "Joguei contra, na minha opinião, o melhor jogador do esporte...Ele estabeleceu um recorde hoje, então parabéns."