Cerimônia espetacular e histórica abre Jogos Olímpicos de Pequim

sexta-feira, 8 de agosto de 2008 13:21 BRT
 

Por Crispian Balmer

PEQUIM (Reuters) - A China abriu nesta sexta-feira a Olimpíada de Pequim com um espetáculo de tambores e fogos de artifício, numa cerimônia fascinante que celebrou a história do país e visa a fazer o mundo esquecer os últimos meses de controvérsias políticas.

O ex-ginasta chinês Li Ning, que conquistou seis medalhas nos Jogos de Los Angeles-1984, foi o escolhido para acender a pira olímpica no estádio Ninho de Pássaro. Suspenso no ar carregando a tocha olímpica, Li Ning deu a volta no estádio como se estivesse correndo sobre um pergaminho projetado no anel superior até acender a pira, no alto do estádio.

O Brasil foi o 38o país a desfilar, tendo o velejador bicampeão olímpico Robert Scheidt como porta-bandeira. Festejados pelo público, os brasileiros, com muitas câmeras, trocaram acenos com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A delegação desfilou vestida de camiseta branca, casaco verde com lapela azul marinho, calça também azul -- saia para as mulheres -- e um chapéu branco com uma faixa verde-amarela.

Os Jogos foram oficialmente abertos às 23h37 (12h37 de Brasília) pelo presidente chinês, Hu Jintao, após discurso do chefe do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge. O evento vai até dia 24. Serão 10,5 mil atletas, de 204 nações (um recorde), buscando 302 medalhas de ouro em 28 esportes.

Cerca de 80 líderes mundiais, incluindo o norte-americano George W. Bush e Lula, estiveram entre os 91 mil espectadores da cerimônia. A audiência televisiva global deve superar 1 bilhão de pessoas.

"Como um sonho, que esses Jogos Olímpicos tragam a vocês alegria, esperança e orgulho", disse Rogge ao público chinês, antes de Jintao abrir oficialmente a Olimpíada.

  Continuação...

 
<p>Equipe ol&iacute;mpica brasileira acompanha o porta-bandeira Robert Scheidt durante a cerim&ocirc;nia de abertura dos jogos em Pequim, dia 8 de agosto.A China abriu nesta sexta-feira a Olimp&iacute;ada de Pequim com um espet&aacute;culo de tambores e fogos de artif&iacute;cio, numa cerim&ocirc;nia fascinante que celebrou a hist&oacute;ria do pa&iacute;s. Photo by Kai Pfaffenbach</p>