PEQUIM'08-Gabriela surpreende e Joanna Maranhão comemora

sábado, 9 de agosto de 2008 14:25 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Gabriela Silva avançou neste sábado para as semifinais dos 100 metros borboleta em sua primeira participação olímpica. A nadadora brasileira ficou na quinta posição na classificação geral da prova depois de ter chegado em segundo lugar em sua bateria e de estabelecer novo recorde sul-americano.

Gabriela cravou 58s00, 90 centésimos melhor que o recorde anterior, que também pertencia a ela. "Estou muito feliz, baixei bastante meu tempo", afirmou a nadadora após a prova.

A atleta, que nadou com um maiô de alta performance LZR, afirmou que o traje ajudou no resultado, mas que sua qualificação deve-se mais a seus treinamentos.

"O maiô faz diferença, sim. Realmente dá uma diferença na flutuabilidade, mas não acho que foi o principal. O principal foi o trabalho que eu e meu técnico fizemos", afirmou.

A nadadora também superou Daynara de Paula, ingressando na equipe de revezamento 4x100 metros medley. Daynara, que saiu cabisbaixa, sem querer falar muito com jornalistas, acabou ficando na 34a posição nos 100 metros borboleta, com tempo de 59s45.

Enquanto isso, Joanna Maranhão se mostrou mais contente, depois de mostrar irritação na sexta-feira com a entrega atrasada de maiôs de alta performance pelos fabricantes.

Joanna disputou a prova dos 400 metros medley e, apesar de não ter conseguido passar às finais, obteve tempo que não atingia fazia quatro anos. A nadadora teve tempo de 4min40s18, segunda melhor marca da carreira da nadadora, depois dos 4min40s00 obtidos na Olimpíada de Atenas.

"Acho que tem campeão olímpico que não está tão feliz quanto eu estou agora. É um alívio muito grande, passei quatro anos demorando para acreditar que eu podia fazer aquilo que fiz em Atenas", disse Joanna.

No revezamento 4x100 metros livres, a equipe feminina do Brasil ficou na oitava colocação, com tempo 3min42s85. Disputaram a prova Tatiana Lemos, Flávia Delaroli, Michelle Lenhardt e Monique Ferreira.

 
<p>A nadadora brasileia Joanna Maranh&atilde;o comemora a vit&oacute;ria na prova dos 400m individual medley na s&eacute;rie classificat&oacute;ria dos Jogos de Pequim. Photo by Jerry Lampen</p>