No tiro, pressão adiou a primeira medalha de ouro da China

sábado, 9 de agosto de 2008 04:58 BRT
 

Por Emma Graham-Harrison

PEQUIM (Reuters) - A atiradora chinesa Du Li, que muitos esperavam fosse conquistar a primeira medalha de ouro para a China, sucumbiu ante a pressão do grande público local e fugiu em prantos depois de terminar em um decepcionante quinto lugar.

Du garantiu o ouro na prova feminina de carabina de ar de 10 metros na última Olimpíada e era a favorita em Pequim. Mas os problemas que enfrentou em sua competição pode azarar o sonho chinês de terminar os Jogos no topo do quadro geral de medalhas, com o apoio da torcida.

Depois da competição, ela passou em lágrimas pelos jornalistas que a aguardavam, sem dizer uma palavra. Foi a medalhista de ouro Katerina Emmons que desculpou a fraca performance da rival, que atribuiu ao peso das expectativas.

"Ela pode atirar muito melhor do que atirou hoje. Realmente acho que toda essa pressão machuca", disse Emmons na entrevista coletiva depois da final, acrescentando que planejava presentear Du com as flores que tinha recebido.

"Há pressão para todas nós, mas para ela foi ainda mais forte. Me desculpem, mas a imprensa chinesa está colocando muita pressão sobre os atletas da China."

Durante a final, os normalmente quietos espectadores do tiro pigarreavam quando Du não conseguia um bom resultado e aplaudiam quando seus tiros chegavam perto da mosca e a colocavam de volta no rumo da medalha.

Preparo psicológico é a chave do sucesso no tiro, um esporte onde a diferença entre vencer e perder é medido em milímetros e a menor distração pode custar uma medalha.

 
<p>Du Li da China chora depois da rodada final da prova de carabina de ar de 10m. Ela era a grande esperan&ccedil;a da China conquisatar a primeira medalha de ouro dos Jogos, mas a atiradora terminou a competi&ccedil;&atilde;o na quinta posi&ccedil;&atilde;o. Photo by Desmond Boylan</p>