Vôlei feminino passeia na estréia e foca defesa contra Rússia

sábado, 9 de agosto de 2008 05:32 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

PEQUIM (Reuters) - O time feminino de vôlei do Brasil já está com a cabeça na Rússia, e no trabalho defensivo que terá que fazer contra o próximo adversário, após uma vitória em menos de uma hora neste sábado contra a Argélia, na estréia da equipe nos Jogos Olímpicos.

A vitória por 3 sets a 0 contra as argelinas, que faziam sua primeira participação olímpica, no Capital Gymnasium de Pequim, foi conquistada em 57 minutos, durante os quais a seleção não cedeu mais que 11 pontos por set para o adversário (25/11, 25/11, 25/10).

Jogadoras e comissão técnica acharam bom enfrentar um adversário mais fácil na estréia e não viram risco de o resultado gerar um relaxamento antes da partida contra as tetracampeã olímpica Rússia, na próxima segunda-feira.

"Foi bom para aliviar a ansiedade da estréia. Não tem perigo de relaxar. Estamos com gás total e focadas na competição", disse a meio-de-rede Fabiana, 1m93 de altura, que terá trabalho no bloqueio contra o alto time russo.

Fabiana foi destaque no ataque, com oito bolas colocadas no chão, mesma pontuação da Paula Pequeno.

"A Rússia joga com uma bola muito alta. Tivemos dificuldade em encaixar o bloqueio contra elas em jogos anteriores. O bloqueio vai ter que chegar para amortecer a bola pra defesa", afirmou a oposto Mari, que não demonstrou grande preocupação com o lado ofensivo contra o bloqueio russo.

"O ataque a gente sabe como fazer. Contra a Rússia a questão é a defesa: passe e bloqueio", acrescentou.

As russas também estrearam neste sábado e acabaram perdendo para a Itália por 3 a 1.   Continuação...

 
<p>Paula Pequeno esconde o rosto durante partida de v&ocirc;lei entre Brasil e Angola, neste s&aacute;bado, nos Jogos de Pequim. Photo by Sergio Moraes</p>