23 de Outubro de 2007 / às 02:40 / 10 anos atrás

Assediado, Afonso é cauteloso sobre chance de ser titular

Por Brian Homewood

TERESÓPOLIS, Rio de Janeiro (Reuters) - O atacante Afonso, geralmente ofuscado por astros como Ronaldinho e Kaká, foi o destaque do treino do Brasil nesta terça-feira, após marcar sete gols num jogo do Campeonato Holandês no fim de semana.

Afonso foi cercado por vários repórteres na Granja Comary, em Teresópolis, onde a seleção inicia os treinos para os primeiros jogos nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, contra Colômbia e Equador.

Mas o jogador de fala mansa, pouco conhecido no país até o técnico Dunga surpreender e optar por sua convocação, parecia pouco confortável com o assédio.

Afonso, cujos sete gols ajudaram o Heerenveen a vencer o Heracles Almelo por 9 x 0 no domingo, minimizou seu feito e evitou falar sobre se ganhará uma vaga de titular na equipe brasileira.

"Nosso time jogou muito bem, marquei três gols no primeiro tempo, e no segundo marquei quatro vezes em oito minutos, foi fantástico", disse o atacante.

"O Brasil tem tantos jogadores que você tem que mostrar cada vez mais", completou ele, que nunca jogou no Maracanã, onde o Brasil enfrenta o Equador na próxima semana.

"Estou fazendo gols na Europa há muito tempo, estou confiante e preparado para jogar."

ARTILHEIRO

Afonso, 26, começou no Atlético Mineiro e deixou o Brasil quando tinha 19 anos, ainda sem ter causado grande impacto no país.

Ele então foi para a Suécia, onde jogou por Orgryte e Malmo, antes de ser contratado pelo Heerenveen em 2006. Em sua primeira temporada no futebol holandês, Afonso terminou como artilheiro, com 34 gols.

"Ele foi chamado pelo que fez nos últimos anos e com base em análise que fizemos dele. Não foi uma dúvida para nós e não está no céu agora por ter marcado sete gols", disse Dunga nesta terça.

"Ele tem que dar continuidade ao trabalho. Quero que ele marque sete gols para nós", completou.

Afonso foi convocado para a Copa América e anotou seu primeiro gol pela seleção em amistoso no mês passado contra o México. Para o atacante, esse gol superou os sete que ele marcou por seu clube.

"O primeiro gol na seleção é sempre marcante. Estava esperando por aquele gol há muito tempo", declarou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below