Patrocinador vai construir uma escola para cada ouro da China

sábado, 9 de agosto de 2008 08:55 BRT
 

Por Jason Subler

PEQUIM (Reuters) - Os atletas chineses agora têm um incentivo maior para tentar conquistar medalhas de ouro na Olimpíada: ajudar crianças pobres a ganhar uma escola nova.

O Grupo Haier, maior fabricante chinês de equipamentos elétricos para residências, anunciou neste sábado que está lançando um programa para construir uma escola primária em uma zona rural pobre a cada vez que a China conquiste um ouro em Pequim.

E foi do levantamento de peso a primeira medalha de ouro para o país: Chen Xiexia foi campeã na categoria 48kg.

A atiradora Du Li, favorita para esse primeiro ouro, na disputa de tiro, acabou na quinta colocação e saiu chorando muito. Mas Pang Wei, na pistola de ar, conseguiu um ouro para o tiro e garantiu mais uma escola.

O Grupo Haier, patrocinador local da Olimpíada, tem sua base na cidade de Qingdao, sede da competição de vela, e fará suas doações através do Projeto Esperança, entidade beneficente dedicada a promover mais acesso à educação para crianças de regiões mais pobres do país.

A educação primária teoricamente é grátis para todas as crianças chinesas, mas as condições nas escolas variam muito de região para região, e pais muito pobres não conseguem pagar as várias taxas que muitas das escolas cobram.

O estado de muito prédios foi revelado em sua verdadeira condição justamente pelo devastador terremoto na província de Sichuan, sudoeste do país, que matou pelo menos 70.000 pessoas.

Muitas das vítimas foram alunos de escolas que se desmontaram por cima deles, enquanto os pais culpavam suas mortes pela má qualidade dos materiais de construção e ainda à falta de inspeção adequada das condições de segurança.