Empresário e major do Exército defendem Angola no vôlei de praia

sábado, 9 de agosto de 2008 06:57 BRT
 

Por Jane Barrett

PEQUIM (Reuters) - Morais Abreu e Emanuel Fernandes são tão amadores quanto eram os atletas no início das Olimpíadas da Era Moderna.

Durante a semana, o primeiro trabalha com importação e exportação de produtos alimentícios em Luanda, enquanto o segundo serve com major do Exército.

Foi treinando apenas nos fins de semana que os dois se tornaram a primeira dupla angolana de vôlei de praia em uma Olimpíada.

"Foi um sonho por tanto tempo...", disse Abreu à Reuters, depois do primeiro jogo em Pequim, quando os dois foram derrotados na estréia pelos brasileiros Ricardo e Emanuel por 2 sets a 0.

"Trabalhamos o mais forte que pudemos para chegar aqui, mas esperamos que este seja apenas o começo para que jovens angolanos venham para as Olimpíadas. Esse é o plano", acrescentou

Com 40 e 41 anos, respectivamente, Morais e Fernandes formam a dupla de vôlei de praia mais velha em Pequim. Os dois só decidiram tentar se classificar para os Jogos Olímpicos no ano passado, quando o processo qualificatório se iniciou.

Eles jogaram os torneios que precisavam, somando 204 pontos contra 1.980 da dupla imediatamente acima na classificação, mas ainda assim ficaram na frente dos sul-africanos, os concorrentes diretos pela vaga da África.

Pelas regras olímpicas, cada continente deve ser representado por pelo menos um time.   Continuação...