10 de Agosto de 2008 / às 13:14 / 9 anos atrás

CURTAS-Ciclista brasileira lamenta tombos e 51o lugar

PEQUIM (Reuters) - A brasileira Clemilda Silva ficou na 51a posição na competição de ciclismo neste domingo, disputada sob chuva nos Jogos Olímpicos de Pequim.

“Além da chuva forte durante todo o circuito, acabei envolvida num acidente no final da subida, freei em cima, elas caíram, mas o grupo cortou e perdi posições. Depois ainda veio o tombo da canadense bem na minha frente”, disse a brasileira.

Ela terminou o percurso em 2h56m09s, diferença de 8m37 para a vencedora, a inglesa Nicole Cooke. Emma Johansson, da Suécia, e a italiana Tatiana Guderzo completaram o pódio.

DERROTA NO BOXE

O pugilista brasileiro Mike Carvalho perdeu para o italiano Colin Richarno por 15 a 11 em sua estréia na categoria meio-médio ligeiro dos Jogos Olímpicos Pequim 2008.

Os dois primeiros assaltos foram equilibrados, com vantagem de apenas um ponto em cada um deles para o italiano. No terceiro, o brasileiro não conseguiu manter o desempenho e permitiu que o adversário aumentasse a diferença.

Mike ainda se recuperou no último round mas não impediu a derrota.

ÚLTIMO

A equipe brasileira do conjunto completo de equitação (CCE) encerrou a primeira modalidade da competição, o adestramento, na 11a e última posição.

Na próxima etapa as duplas vão disputar o cross-country, na segunda-feira, no Centro Equestre Olímpico de Beas River, em Hong Kong.

Na classificação individual, o conjunto brasileiro em melhor colocação é Jeferson Sgnaolin/Escudeiro, na 51a posição, com 55,9 pontos perdidos.

TROPEÇO

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, tropeçou nas escadarias da arquibancada do Cubo D’Água, em Pequim, no domingo.

Usando camisa azul claro e cinto preto com fivela prateada trabalhada, Bush estava acompanhado da esposa, Laura, quando pisou em falso e quase caiu na arquibancada.

Ele foi segurado por dois assessores, entre uma grande comitiva norte-americana.

ORDEM PARA USAR UNIFORME

Os atletas australianos foram alertados para usar os uniformes da equipe quando estiverem fora da Vila Olímpica depois que o sogro do técnico norte-americano de vôlei masculino foi morto a facadas em Pequim, disse o Comitê Olímpico Australiano.

De acordo com o presidente do COA, usar os uniformes fará com que eles se destaquem mais para os milhares de voluntários olímpico e para os policiais espalhados pela cidade.

“Acho que é provável que as pessoas zelem por sua segurança se vocês estiverem de uniforme”, disse o presidente da entidade, John Coates.

CERVEJA X OURO

O mesa-tenista sueco Jan-Ove Waldner teria adorado vencer nos Jogos de Pequim, mas em vez disso ele vai se contentar com uma cerveja.

Alguns ainda tinham esperança de que o medalhista de ouro em 1992 e de prata em 2000 pegaria a raquete de novo, afinal terminou em quarto em 2004 -- sua quinta Olimpíada -- e ainda compete por um clube alemão.

Mas Waldner, 42, nunca pensou em voltar atrás de sua decisão de se aposentar das competições internacionais há dois anos.

“Sei que meu corpo não está bom o suficiente, minhas costas não estão boas”, disse Waldner, que ganhou grande respeito na China e explorou sua fama com um bar em Pequim, que se tornou um refúgio em suas viagens regulares à China.

“Quando venho para Pequim, posso sempre ir para o meu bar e relaxar e convidar alguns amigos”, disse ele. “Não estou cozinhando mais tanto. Estou mais tomando cerveja. Tomo uma Tsingtao em vez de cozinhar.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below