Parente de técnico de vôlei dos EUA é assassinado em Pequim

sábado, 9 de agosto de 2008 12:14 BRT
 

Por Deborah Charles

PEQUIM (Reuters) - Um homem chinês esfaqueou até a morte um parente de um técnico da delegação olímpica dos Estados Unidos num local turístico de Pequim neste sábado, antes de cometer suicídio, colocando uma mancha sombria no primeiro dia de disputas esportivas dos Jogos.

A vítima foi identificada apenas como um homem norte-americano que seria parente de um técnico da equipe de vôlei masculino dos EUA. Uma mulher norte-americana, também parte da família do técnico, foi ferida durante o ataque, além de um guia turístico chinês.

Um homem chinês os atacou pouco depois do meio-dia (horário de Pequim), na Torre do Tambor, de 45 metros de altura e centenas de anos de construção, na região central de Pequim. Ele morreu após se atirar da torre depois do ataque.

Ataques contra estrangeiros são raros em Pequim, cidade que recebe os Jogos Olímpicos de 2008. A polícia disse que tanto a mulher norte-americana quanto o guia turístico chinês estão fora de perigo, porém sem dar maiores esclarecimentos.

"Na Torre do Tambor, parte central de Pequim, duas pessoas da mesma família foram esfaqueadas durante um ataque cometido, pelo que as autoridades da lei locais identificaram, por um único homem. Um das pessoas foi morta e a outra acabou gravemente ferida", disse o Comitê Olímpico dos EUA em um comunicado.

Tang Yongming, da cidade de Hangzhou, região leste da China, se atirou do segundo andar da Torre depois do ataque, informou a polícia em um comunicado.

A polícia local disse não conhecer a motivação para o ataque. A organização policial internacional Interpol disse que o nome do agressor não foi encontrado em seus bancos de dados.

O presidente dos EUA, George W. Bush, que está em Pequim para acompanhar o início dos Jogos com sua mulher Laura, ofereceu suas condolências e toda e qualquer assistência que a família da vítima precise.   Continuação...