Ginástica e técnico revolucionário movem Fabiana Murer

quarta-feira, 14 de maio de 2008 10:56 BRT
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - Fabiana Murer usa as piruetas da ginástica artística, aliadas ao método revolucionário de um técnico ucraniano, como base para ter sucesso no salto com vara e se colocar à altura de uma medalha nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Campeã pan-americana e terceira colocada no Mundial de Atletismo, a brasileira treinou ginástica durante dez anos, até os 17, quando iniciou a carreira no salto com vara. É a mesma trajetória da recordista mundial e virtual campeã olímpica de 2008, a russa Yelena Isinbayeva, que também fez ginástica por uma década -- de 1987 a 1997.

"Eu já sabia como ficar de ponta-cabeça, tinha noção do meu corpo no espaço, então tive uma facilidade maior", disse Fabiana Murer em entrevista à Reuters.

O técnico da atleta, Elson Miranda, explicou que a brasileira e a russa são muito altas para a ginástica e que o esporte as ajudou no salto com vara. Atualmente, Fabiana treina ginástica uma vez por semana.

"Ela treina a ginástica com movimentos específicos para o salto com vara, faz barra, argola, solo. É muito mais a ginástica masculina que a feminina", contou Miranda. "O salto com vara pede uma parte acrobática depois do salto e isso se desenvolve com a ginástica."

Mais do que a ginástica, porém, o que ajudou Fabiana a decolar na nova carreira foram os treinos com o ucraniano Vitaly Petrov, a partir de 2001. Petrov foi técnico de Sergei Bubka, que quebrou 35 vezes o recorde mundial do salto com vara, e atualmente treina Isinbayeva, tricampeã mundial e atual medalhista de ouro olímpica.

"Ele revolucionou o salto com vara com a técnica que ele criou e a gente acredita que é a melhor técnica que existe", disse Fabiana.

"No começo foi muito difícil a adaptação porque ele mudou totalmente a minha técnica. Mas fui treinando, os resultados começaram a cair um pouco, e aí comecei a melhorar, e até hoje fazemos intercâmbios. Sempre que a gente acha que está bom ele vê uma coisinha que pode melhorar e isso é muito bom. Significa que ainda tenho reserva e posso saltar mais alto."   Continuação...

 
<p>Gin&aacute;stica e t&eacute;cnico revolucion&aacute;rio movem Fabiana Murer. Fabiana Murer usa as piruetas da gin&aacute;stica art&iacute;stica, aliadas ao m&eacute;todo revolucion&aacute;rio de um t&eacute;cnico ucraniano, como base para ter sucesso no salto com vara e se colocar &agrave; altura de uma medalha nos Jogos Ol&iacute;mpicos de Pequim. Foto do Arquivo. Photo by Carlos Barria</p>