Irritado, Hewitt desconta na arbitragem após derrota em casa

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008 15:24 BRST
 

Por Julian Linden

SYDNEY (Reuters) - Lleyton Hewitt atacou a arbitragem após a surpreendente derrota sofrida diante de seu parceiro de Copa Davis Chris Guccione, nesta quarta-feira, no Torneio de Sydney.

Hewitt mais uma vez não conseguiu repetir a forma que o levou ao topo do ranking mundial no passado, e acabou derrotado em uma partida muito dura, por 7-6 e 7-6.

Mas ele mostrou não ter perdido sua agressividade, ao descontar sua raiva na arbitragem. O auge da irritação foi no segundo set, quando ele discutiu com o árbitro de cadeira após uma marcação contrária a ele.

Depois do jogo, Hewitt disse que considera pobre o padrão da arbitragem, mas admitiu que tem simpatia por alguns árbitros.

"Acho que os árbitros centrais provavelmente se escondem mais desde o surgimento da tecnologia Hawk-Eye (com uso de câmeras digitais), o que é ok em grandes torneios", disse o australiano.

"Mas em torneios menores, onde você não tem o Hawk-Eye, você tem que levantar e tomar decisões. Isso é obviamente difícil para eles, porque numa semana eles têm o Hawk-Eye e na outra não".

Apesar da derrota para Guccione, Hewitt ainda é considerado a maior esperança da torcida local para o Aberto da Austrália, que não tem um vencedor australiano na chave masculina desde 1976.

Hewitt conquistou o Aberto dos EUA em 2001 e Wimbledon na temporada seguinte. Ele terminou aquelas duas temporadas como líder do ranking mundial, mas desde então não conquistou nenhum outro grande título.

Ele foi vice-campeão do Aberto dos EUA em 2004 e do Aberto da Austrália em 2005, mas caiu muito no ranking nos últimos anos. Ainda assim, ele acredita que ainda pode alcançar uma grande conquista.

"O torneio principal ainda não começou, então não há porque se preocupar. Vou treinar nos próximos dias, e basicamente apenas manter o ritmo. Me senti num bom ritmo hoje."